Ter medo da Mudança faz parte do processo…

Ter medo da Mudança faz parte do processo…

Ja sentiste medo quando começaste um novo desafio?

Mudaste de equipa e na noite anterior nem conseguiste dormir tal era a ansiedade?

Já tiveste aquele frio no estomago porque não sabias o que te esperava?

Já duvidaste das tuas competêcias?

Já veio à tua mente uma voz chata a dizer “não sou capaz”?

Hoje cruzei-me com esta fotografia nas lembranças do Facebook…

 

Lembro-me exactamente deste momento, estava abraçar um amigo.

Qualquer projecto, qualquer desafio novo é comum surgirem os medos, as duvidas as vozes chatas na nossa mente.

Em 2014 assumi para mim própria que iria desafiar os meus sonhos e principalmente os meus medos. Comecei o meu percurso como coach em 2012, apesar de continuar a trabalhar como Educadora Social. Senti logo no primeiro contacto com as ferramentas do Coaching que precisava de aprender mais e a curiosidade era grande.

Sim .. achava que tinha um emprego para a vida

Sim também achava que estava bem.. super confortável acordava ás 5h30… apanhava os transportes… trabalhava… e trabalhava e no final do dia fazia mais 2h de regresso…

No fundo no fundo… a satisfação não era muito grande mas o medo de arriscar era forte, no entanto a vida coloca desafios muitas vezes para aprendermos que somos capazes de superar.

Assim aconteceu comigo, assumi que ia trabalhar 100% como coach, ou melhor que ia ajudar outras pessoas mas noutro formato, afinal de contas o que fazia como Educadora Social também era ajudar.

No inicio deste caminho correu tudo mal, eu sempre “sonhei” trabalhar como coach, mas mais direccionada com Atletas, imaginava que o melhor caminho era ali mas na época senti que a abertura era muito curta, principalmente sendo eu Mulher.

Fiz reuniões, apresentei o meu serviço, dei palestras mas o feedback era sempre o mesmo,

“O seu trabalho é importante mas não existem verbas no clube destinadas á sua actividade”.

Mais uma vez ia para casa triste e desiludida com a minha vozinha Chata..

“Flávia se calhar é melhor desistires, Flávia isto não está a correr bem, Flávia dedica-te á pesca”

Um dia entrei num Balneario com atletas na casa dos seus 17/18 e ouvi um “armado em campeão a dizer”:

  • “Mas quem é esta Barbie que vem para aqui falar”

Fiz de conta que não ou vi e continuei o meu trabalho, naquele momento senti vontade de fugir, era a unica mulher no meio de muitos Homens e estava a ser sempre interrumpida pela chico esperto da Equipa.

Apesar da minha vozinha chata nesses momentos ainda vaguearem a minha mente, havia outra voz que felizmente era mais forte.

“Não desistas, continua, insiste, vais conseguir.

Se neste momento vives com duvidas começa a criar uma rotina matinal de motivação.

O que queres viver no teu dia de hoje?

Quais são as estratégias que precisas de adoptar para chegares à tua meta?

Quais são ferramentas precisas de ter’?

Email: coachflaviagouveia@gmail.com

 

 

Leave a Reply

%d bloggers like this: