Depois de 40 anos em comum, o fim acontece

Depois de 40 anos em comum, o fim acontece

“Penso ser uma mulher inteligente e equilibrada sempre tentei dar o máximo à minha família, guardava para mim os restos até cheguei a esquecer que tinha necessidades. Que fracasso! Recomendo  a todos os cônjuges do mundo a exprimir os seus desejos mais íntimos à medida que as situações forem surgindo.

Recomendo a cada um deles a viver a fundo a relação e em caso de necessidade procurem ajuda de um terapeuta. Desejo que pelo menos a minha vida de mulher casada miserável e fracassada possa ser útil. Quando o equilíbrio do casal deixa de ser respeitado e um dos dois começa a roer o território e a identidade do outro, é preciso converter a situação mesmo que isso implique seguirem caminho diferentes. Mais vale separar-se mesmo depois de 20 anos de vida em comum ou mesmo como eu depois de 40 anos!”

Na passada segunda-feira cruzei-me com a história de um senhor de 65 anos que após muitos anos de partilha em comum com a sua companheira estava a passar um processo de separação.

Tal como a partilha desta mulher que esteve 40 anos casada com a mesma pessoa, diariamente cruzo-me com histórias assim, ao longo dos anos parece que existe um esquecimento das necessidade mais óbvias.

Até quando vais continuar a anuar as tuas necessidades mais comuns em prole da tua relação?

O que te levou a arrastar tantos anos essa situação?

Que passo podes dar hoje para reconheceres que existes, reconheceres que as tuas necessidades são fundamentais para que consigas estar nessa ou noutra relação?

 

Agenda a Tua sessão:

Email: coach@flaviagouveialeadercoach.com

Fonte: Os manipuladores do Amor, Isalelle Nazare

 

Leave a Reply

%d bloggers like this: