As acções constroem acções, os hábitos constroem-se sobre hábitos

As acções constroem acções, os hábitos constroem-se sobre hábitos

“Para fazer  a viagem mais difícil precisamos de dar apenas um passo de cada vez, mas devemos continuar a caminhar”.





Um passo de cada vez pode ser banal, mas assim é a verdade. Independentemente da meta final o importante é dar o primeiro passo.
Exercicio:
Feche os olhos e pense numa grande vida, a melhor que consegue imaginar. Tão grande quanto já se atreveu a sonhar. Consegue vê-la?
Agora, abra os olhos e escute: Tem a capacidade de se movimentar no sentido de tudo o que consegue ver. E quando o que persegue é tão vasto quanto o que consegue antever, está a viver a melhor vida que pode algum dia viver.
Viver em grande é assim tão simples.
Deixe-me partilhar uma forma como pode fazê-lo. Escreva o seu rendimento actual. A seguir multiplique-o por um número: 2, 4, 10, 20 – não importa. Basta escolher um, multiplicar o seu rendimento por ele e anotar o novo número. Olhando para este número e ignorando se está receoso ou animado, pergunte-se: “Será que as minhas acções de hoje me conduzem a este número nos próximos três anos? Se sim, então continue a duplicar o número até chegar a uma resposta negativa. Se fizer com que as suas acções coincidam com a sua resposta, está a viver em grande.
Recorro aos rendimentos pessoais apenas como exemplo. Este raciocínio pode aplicar-se à sua vida espiritual, à sua condição física, aos seus rendimentos pessoais, à realização na sua carreira, ao sucesso dos seus negócios, ou qualquer outra coisa que seja importante para si.
Quando levanta os limites do seu pensamento, expande os limites da sua vida. É apenas quando consegue imaginar uma grande vida que algum dia poderá vir a ter uma.
O desafio de viver a vida o melhor possível requer não só pensar em grande, mas também tomar as medidas necessárias para lá chegar.
Os resultados extraordinários exigem que comece pelo mais pequeno.
Ao aumentar a sua concentração simplifica o seu pensamento e classifica o que deve fazer. Independentemente do quão alto possa pensa, quando sabe onde está a ir e faz o caminho contrário para saber o que precisa de fazer para chegar lá, vai sempre descobrir que começa com ir ao mais pequeno. Há alguns anos, um amigo meu queria uma macieira em casa. Acontece que não conseguiu comprar uma totalmente madura. A única opção que tinha era comprar uma árvore pequena e plantá-la. Poderia pensar em grande, mas não tinha opção a não ser começar pequeno. Então foi o que fez e, cinco anos mais tarde, teve maças. Mas porque pensou em grande tanto quanto podia, não plantou apenas uma, hoje tem um pomar.
A sua vida é assim. Não ganha uma totalmente madura, Consegue uma pequena e a oportunidade de a fazer crescer – se realmente o desejar. Pense pequeno e provavelmente a sua vida permanecerá pequena. Pense em grande e a sua vida terá a possibilidade de crescer. A escolha é sua.
Quando escolher uma grande vida, por defeito, terá de ir ao minímo, ao essencial para chegar lá. Deve examinar as suas escolhas, limitar as suas opções, alinhar as suas prioridades, e fazer o mais importante. Deve começar pequeno.

As acções constroem acções, os hábitos constroem-se sobre hábitos.

Email: coachflaviagouveia@gmail.com
Skype: flaviao.gouveia

Leave a Reply

%d bloggers like this: