Quando vais começar a Amar todas as partes de ti mesm@?

Quando vais começar a Amar todas as partes de ti mesm@?










“Ser lind@ significa seres tu própri@. Não precisas de ser aceite pelos outros, precisas de te aceitar.”

Thich Nhat Hanh
Já tiveste aquela sensação de olhares ao espelho e dizeres:
– Não gosto do meu nariz é tão grande
– A minha boca é horrível
– Os meus Dentes estão cada vez mais tortos
– O meu cabelo fica mesmo mal assim
Como podes transformar as partes que menos gostas na tua maior beleza?
Como podes cuidar de ti de forma mais afectiva?
1º Concentra-se nas razões pelas quais te levam a “esconde” as tuas imperfeições.
Se o meu desejo de colocar maquilhagem vem de mim porque quero ter um olhar diferente e brinco um pouco com a minha beleza perfeito.
Muitas vezes a máscara que colocas surge porque a primeira palavra que ocorre quando olhas ao espelho logo pela manhã é “que horrível”, ou seja estás num processo de rejeição.
Qual é a característica que ouves vezes sem conta dos outros sobre ti?
A semana passada estava numa sessão com uma cliente em que várias vezes chorava e “pedia desculpa por estar a chorar, como se existisse algo de errado.
Aceitar essa parte emocional em ti é muito positivo, por mais criticad@ que sejas.
Afirmares de forma positiva que amas as tuas emoções (as boas e as más ajuda muito na forma como lidas contigo).
Para quê sentir vergonha do que sentimos?
Quando somos perfeitos como somos com as nossas imperfeições.
Algumas imperfeições aceitamos outras usamos como oportunidades para crescer.
– O meu nariz grande, o meu humor selvagem, o meu sorriso idiota, os meus lábios pequenos, o meu queixo largo, os meus medos, os meus sonhos – “Únicos e perfeitos na sua imperfeição”.
2º Ouve as Palavras que dizes a ti própria
Espanta-me o quão maus podemos ser para nós mesm@s. As palavras que dizemos nas nossas mentes podem ser muito cruéis.
Dirias a um amigo ou alguém o que dizes a ti propri@?
“OMG olha para ti! És horrível?!
Farias isso? Não!
Se o teu amigo sentir-se feio, provavelmente és @ primeira@ a dizer o quão incrível el@ é.
Dizes que el@ é bonit@, que gostas muito del@.
Assim como dizes ao teu amigo que não se sente bonito, podes usar o mesmo feedback para ti, olha para o espelho e vê o quão bonit@ hoje, 
Afirma o amor que sentes pela mulher/homem que vês no espelho.
Experimenta (já continuas a ler o texto).
Porque o que sentes vem daquilo que dizes de ti, começa a praticar, conversar/pensamentos agradáveis sobre ti, acredito que existem muitas coisas boas que podes descobrir sobre ti.
3 – Aceitar que existem bons e maus dias
Há dias que sais de casa e quando passas pelo espelho dizes “eh lá estás com boa aparência e sorris”, mas existem os dias que nem passas pelo “espelho porque te sentes mesmo mal”.
Ambos os dias estão perfeitamente bem, não somos 100% auto amorosos e a auto-aceitarmos todos os dias do ano e cada minuto do nosso dia é para viver de verdade.
Amares a ti própria é uma prática contínua, é uma maneira de viver. É algo que cultivas todos os dias.
Nos dias em que não gostas de ti mesma aceita que é só isso, que naquele momento não te sentes bem. Não é a primeira vez e certamente não será a última vez.
– Em vez de adicionares mais insultos e fazeres te sentir ainda pior, reconhece que não te sentes bem e lembra-te que vai passar, talvez à distancia de um beijo ou de um abraço.

4- Decidir que é uma questão de escolha
Quando rejeitamos uma parte de nós mesmos aprofundamos essa sensação de indignidade.
Desde pequena sempre tive problemas de pele (hoje em dia bem mais controlados, se tiver cuidado com a alimentação) uma amiga fez anos e eu estava no meu “auge do eczema, não estava mesmo com vontade de sair à rua com o rosto como estava. Contudo, acabei por celebrar o aniversário da minha amiga e recebi um elogio que ainda hoje uso quando o meu querido eczema se manifesta. Nesse aniversário um amigo veio ter comigo e disse que eu estava com um novo visual (meus olhos estavam inchados) então na sua opinião tinha um ar asiático.
Por isso, aceitar o meu “olhar asiático” não só deixa-me mais em paz comigo como até acho imensa graça.
Fica dispost@ a aceitar e amar tal como és.
Espero que o meu “olhar asiático te inspire, a aceitar tal como és.

Agenda a tua Sessão Gratuita:
Email: coachflaviagouveia@gmail.com
Telemóvel: 962595029

Leave a Reply

%d bloggers like this: