É preciso ir embora

É preciso ir embora

Ir embora é importante para   que vejas que és muito importante sim! Seja por 2 minutos, seja por 2 anos, quem sente a tua falta não sente menos ou mais porque foste embora – apenas sente por mais tempo! O sentimento não muda. Algumas pessoas nunca vão esquecer o teu aniversario, vivendo aqui ou na Austrália. Dizer “que tenho saudades tuas, um dia destes combinamos qualquer coisa” é politicamente correcto. Quem sente a tua falta vai sempre sentir e agir. E não te preocupes, pois o filtro é natural. Vai  haver sempre aquela selecção  especial do grupo de pessoas que após terminar a frase “Que tenho saudade tuas” com “por isso estou a te enviar este video”; ou “porque está a tocar a nossa música” ou “então comprei uma passagem” ou ainda “desce agora que estou a passar aí”.
Então vai embora. Vai embora do trabalho que te agonia. Daquela relação que tu sabes que não vai dar certo. Vai embora “daquele grupo” que está presente quando convém. Vai embora da casa dos teus pais. Do teu país. Da sala. Vai embora. Por minutos, por anos ou para a vida. Ausenta-te, nem que seja para te encontrares contigo mesm@. Quanto voltares – e se voltares – vais ver as coisas com outra perspectiva, lá de cima do avião.
As desculpas e pré-ocupações vão sempre  haver. Basta tu decidires encarar as mesmas como elas realmente são – do tamanho de formigas.


Texto:  Antonia  Macchi


Leave a Reply

%d bloggers like this: