Apaixonarmo-nos é relativamente fácil: um sorriso; uma química; uma conversa que desencaminha….

Apaixonarmo-nos é relativamente fácil: um sorriso; uma química; uma conversa que desencaminha….

Apaixonarmo-nos é relativamente fácil: um sorriso; uma química; uma conversa que desencaminha; um toque que se sente diferente; um sorriso que nos agrada. Apaixonarmo-nos pode acontecer quando menos se espera. Alguém pode fazer-nos acordar as borboletas que estavam adormecidas. Querer ir a correr só porque sim, mesmo que pareça não fazer sentido. Colocar-nos, até, o sorriso parvo nos lábios.
Apaixonarmo-nos é fácil. Difícil é permanecer longamente apaixonado. Pela mesma pessoa! Juntar a urgência da paixão à calma do amor. Continuar a que apeteçam os disparates do dia, mesmo quando a rotina se instala. Que só um toque nos arrepie como no primeiro momento. Quando se ansia um beijo, mesmo sabendo de cor o seu sabor.
A paixão é fácil. O amor nem sempre.
– Rita Leston –

Leave a Reply

%d bloggers like this: