Estar apaixonad@ significa “sofrer” para ti?

Estar apaixonad@ significa “sofrer” para ti?

Quando estar apaixonad@ significa sofrer, estamos a amar de mais. Quando a maioria das nossas conversas com a amigos íntimos são sobre “el@”, sobre os problemas del@, os pensamentos del@, os sentimentos del@ – e quando quase todas as nossas frases começam por “el@…” estamos a amar de mais.
Quando desculpamos o seu mau humor, os ataques de mau génio, a indiferença ou as respostas tortas como sendo problemas causados por uma infância infeliz, e tentamos tornar-nos na sua psicóloga, estamos a amar de mais.

Quando lemos um livro de autojuda e sublinhamos todas as passagens que pensamos que o ajudarão, estamos a amar de mais.
Quando muitos dos seus traços de personalidade, valores e comportamentos essenciais não nos agradam, mas os toleramos pensando que se formos suficientemente atraentes e carinhosas, ele há de querer mudar por nós, estamos amar de mais.

Quando a nossa relação prejudica o nosso bem-estar emocional e talvez mesmo a nossa saúde física e a nossa segurança, estamos definitivamente a amar de mais.

Apesar de todo o sofrimento e insatisfação, amar de mais é uma experiência de tal modo comum para muitas pessoas que quase acreditamos que é assim que as relações devem ser. Quase tod@s nós amamos de mais, pelo menos uma vez, e para muit@s de nós tem sido um tema recorrente nas nossas vidas. Em alguns casos, tornámo-nos tão obcecadas com o nosso companheiro e a nossa relação que somos praticamente incapazes de viver a nossa vida.

Se alguma vez esteve obcecad@ por alguém, talvez tenha suspeitado que a raiz dessa obsessão não era amor mas o medo. 
Medo de ficar sozinh@, medo  de não merecer ser amad@, de ser indign@, medo de ser ignorad@, abandonad@ ou destruíd@….  
O amor é dado na esperança desesperada que o “amado” resolva os “nossos” próprios medos. 
Mas os medos – e a obsessão – intensificam-se até que dar amor para o receber em troca se transforma na força motriz das suas vidas. E, como essa estratégia não funciona, tentam amar ainda mais intensamente, amando de mais….
Livro: Mulheres que Amam de Mais
Robin Norwood

Leave a Reply

%d bloggers like this: